Achaval Ferrer

Não encontramos produtos correspondentes a seleção.
Achaval Ferrer
Achaval Ferrer

A história da Achaval Ferrer tem início em 1998, quando um grupo de amigos argentinos e italianos resolveram unir força e expertise com o objetivo de produzir vinhos argentinos de classe mundial, ou seja, de alta qualidade, mas com alma e caráter próprios. Com este espírito em mente e a direção técnica nas mãos do sócio italiano Roberto Cipresso, um dos mais respeitados enólogos na atualidade, eles começaram a buscar vinhedos antigos nas diferentes altitudes de Mendoza. A primeira propriedade adquirida foi a Finca Diamante, no Vale do Uco, plantada com Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc. Em 1999, o grupo encontrou a Finca Altamira, também no Vale do Uco, uma propriedade que data de 1925, plantada com a cepa Malbec em pé franco, mas que se encontrava abandonada na época. Logo na primeira colheita, ela deu origem a um dos mais premiados Malbec da Argentina, conquistando, de cara, as cobiçadas 5 estrelas da revista inglesa Decanter. A centenária Finca Bella Vista, localizada em Perdriel, Luján de Cuyo, e povoada com videiras de Malbec em pé franco, e a Finca Mirador, com vinhedos de Malbec que remontam à primeira metade do século XX, uniram-se ao patrimônio da Achaval Ferrer. A partir delas surgiram outros dois tintos de vinhedo único que, colheita após colheita, recebem muitos elogios da crítica especializada. Com seu conceito de vinhos de terroir, de pequena produção e mínima intervenção, a Achaval-Ferrer alcançou lugar de destaque no panorama do vinho argentino e internacional, sendo considerada um dos melhores produtores do mundo! A revista norte-americana Wine & Spirits a elegeu como a Vinícola do Ano de 2009, façanha repetida em 2011 e 2012. Seu Finca Bella Vista 2010 foi o primeiro vinho argentino a figurar no Top 10 da revista Wine Spectator! O portfólio da Achaval Ferrer é um instigante universo para quem gosta de explorar o inesgotável mundo do vinho.

whatsapp-chat
Converse conosco
Olá, Bem-vindo a DiVinho!